domingo, 3 de julho de 2016

(Texto) Chuva de verão


O céu começou a se mover e as nuvens se juntaram para fazer a dança das águas no mesmos instante em que a lágrima rolou dos olhos dela. Como em todas cena tristes que o cineastas já criaram, isto é um cliché clássico. Mas foi exatamente o que vi quando te escutei ao telefone, e nem o Sol foi forte o suficiente, por alguns instantes,  para resistir o que acabava de me contar aos prantos.
Só que você me surpreendeu e a chuva que choveu foi chuva de verão, e não a tempestade para a qual eu já estava preparado pra te proteger. A despedida de uma pessoa querida mata até as palavras daqueles mal a conheciam. Mas você esteve firme todo o tempo e eu achando que te consolaria mas simplesmente tudo se inverteu e quando me dei conta você muito mais preparada pra isso do que eu.
Você compreendeu rápido que a vida é finita e mas ninguém sai deste mundo sem deixar seus um pouquinho da própria alma. Ainda me ainda me lembro que estranhei a solicitação de amizade do simpático senhor que curtia as nos fotos e postagem conjuntas mostrando que estava de olho nos nossos passos. Isso o fazia ser notado e toda vez que isso ocorria ele certamente seria de um de nossos assuntos a meia noite.
A chuva já passou mas as nuvens não recuaram, afinal só o vento do tempo é capaz de leva-las. Mas quero que se lembre que ficarei bem aqui soprando as poucos pra você poder ver Sol.

Eu te amo.

Salve...

Um comentário:

  1. Chuvas revigoram.Chuvas faz com que reflitamos sobre o mundo em geral.Sobre a nossa vida e escolhas.Deus, que manda essa chuva, sempre faz com que eu me sinta segura.Por isso estou firme o tempo todo á partir de agora.Senti ele, uma vez,pegar na minha mão num momento díficil e desde então prometi nunca mais cair.Ele está olhando por nós o tempo todo.

    Eu te amo,amor :)

    ResponderExcluir