sábado, 11 de fevereiro de 2017

#Diário Poético - Tipo Ponto

Salve Pessoal!!! 
What’s up? Espero que bem. 

Venho vos anunciar mais um projeto para o blog que começa agora. Como devem ter percebido adoro poesia, gosto tanto que até escrevo. E no intuito de compartilhar essas poesias que escrevo com todos vocês, estou criando o Diário Poético.
O Projeto consiste em duas partes: a primeira será contar sobre a inspiração da poesia, da saiu a ideia e como ela foi surgindo na cachola. A segunda parte é a poesia em si.
Confiram a primeira de muitas:

Inspiração: Um dia eu estava na rodoviária voltando de São Paulo para o Rio de Janeiro. Estava com a mente tão distraída que não me dava contas das pessoas a minha volta. Assim que saído do metro e entrei na rodoviária, eu vi uma situação que me incomodou: o segurança discutia com um rapaz que tinha sacola de latinhas, e ambos trocavam ofensas. O cara queria apenas usar o banheiro. E não estava malvestido ou algo do tipo, mas estava com seu sustento em mãos e não pode seguir por isso.
Ver isso me reconectou com o presente, fiquei indignado e o resultado está aqui em baixo.

Poesia:

Tipo ponto
 

Andava ali sem cor sem vida,
Andava ali átono a tudo,
Parecia tudo mesma coisa
Não se sabia se era ida ou vinda.
Todos eram tipo ponto no mundo,
Parecia até que não tinha divisa.

Mas algo atraiu minha mente iludida
E vi uma cena que deixou mudo.
Resumindo em palavra concisa,
Preconceito. Fez a vinda virar ida
Aquele subordinado carrancudo
Fez dar meia volta a alma mal-entendida

Ai a pontuação ficou colorida,
Quando aquele homem rudo
Com aquela careca lisa,
Fez a moça simples ser banida
Com seu saco de latas moribundo,
Mesmo dizendo que de nada precisa.

Esse ponto teve a cor polida 
Só por não ter sapato de veludo.
Eu parei numa reação indecisa,
Minha voz ficou impedida,
Pois havia me dado conta de tudo,
E vi minha pele também colorida.

Jorge Filho 

Salve!!! E até mais.

4 comentários:

  1. Ás vezes odeio muito esse tipo de pessoa, e daí paro e penso, e vejo quantas almas ignorantes circulam por aí.Ele simplesmente não sabe definir o que é uma boa pessoa.Apenas isso.O mundo está cheio de pessoas assim.Mas ainda bem que a outra metade, assim como você, está com os olhos bem abertos para avisar á sociedade :)

    beeijão ^^
    ps: te amo garoto!

    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que o seu coração também pactua com o meu lindona.

      Obrigado!!!

      Milhões de beijos... te amo!

      Excluir
  2. adorei o tema da poesia, você tem talento amigo. adorei a ideia do projeto. beijos e estou seguindo o blog beijos

    taynara mello
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tay, seja muito bem vinda ^^

      Obrigado seu tempo e carinho!!!

      Beijos!

      Excluir